O Garimpo da Moda

Heloisa Faria entrega os melhores brechós ao redor do mundo

O Garimpo da Moda

Por:

Isabela Vendramini

Isabela Vendramini | 30/10/2017

Moda é comunicação, liberdade de expressão e uma ferramenta de aceitação pessoal

Consumir moda tem a ver com experimentar. Moda é comunicação, liberdade de expressão e uma ferramenta de aceitação pessoal (e social). Faça do seu look uma forma de expressão, imprima sua personalidade e dê um verdadeiro significado àquilo que envolve seu corpo.

Heloisa Faria, fundadora e estilista a frente da marca homônima (e não por acaso parceira da UDesign), é mestre em dar personalidade às suas peças. Mais do que tendências, trabalha com criações carregadas de significado. Precursora e adepta do upcycling, dá novo significado a peças que poderiam vir a ser descartadas, “reaproveitamos e refazemos tudo”, diz sobre a política de seu ateliê. “Quando não inseria a peça vintage na coleção, trabalhava as referências na modelagem. Reutilizava uma manga, retrabalhava uma estampa”.

De São Paulo a Los Angeles, passando por Paris, Bruxelas e Berlim. A ordem é uma só: garimpe

Acostumada a rodar o mundo atrás de endereços cheios de história, Heloisa compartilha conosco seus brechós preferidos. De São Paulo a Los Angeles, passando por Paris, Bruxelas e Berlim. A ordem é uma só: garimpe.

Para quem está na capital paulistana, conheça as mais de 35 mil peças datadas dos anos 20 até os anos 90 que compõe o acervo do Brechó Varal do Beco. Não muito longe dali, ainda na Zona Oeste, visite o Brechó Volta ao Mundo e emende no clássico Minha Avó Tinha. Na Zona Sul, Heloisa indica o Brechó Fundo do Baú. E se estiver pelo centro de São Paulo conheça a Casa Juisi. Os brechós beneficentes de igreja também são um must go.

Em Los Angeles seus preferidos são Shareen Vintage, WastelandJet Rag, que de domingo expõe peças em sua área externa por 1 dólar cada. Discovery Shop, da American Cancer Society, também faz parte da sua lista. No segundo domingo do mês, não perca o Rose Bowl Pasadena Flea Market, em Pasadena, próximo a LA.

Área externa do brechó Jet Rag em Los Angeles. Todo domingo as peças expostas nessa área são vendidas a 1 dólar cada | Foto: reprodução 

Do outro lado do Oceano Atlântico, partindo de Paris, visite o King of Frip, no Le Marais, e garimpe roupas de 5 a 10 euros. Não deixe de conhecer o Free P Star, e aproveite a visita ao Louvre para passar pelo famoso Kilo Shop e pelo Espace Kiliwatch. Os mercados de pulga da cidade também são dicas de Heloisa -  o Marché Aux Puces de Saint-Ouen e o Marché de Montreuil são seus preferidos.

VItrine do brechó Free P. Star em Paris | Foto: reprodução

Em Bruxelas não deixe de conhecer o Le Petit Riens, além de reunir achados fantásticos, o brechó pratica economia sustentável e reverte seu lucro integralmente ao combate à fome e a pobreza. Para terminar a viagem, pare em Berlim, visite o Motz de Lader e siga para o Humana, maior brechó da Europa. Aproveite para olhar os mercados de pulgas da cidade e termine o tour no Garage.

As famosas escadas do Humana, em Berlim. O maior brechó da Europa | Foto: reprodução

Endereços

São Paulo

  • Brechó Varal do Beco - Rua Cardeal Arcoverde, 1771
  • Brechó Volta ao Mundo - Rua Dr. Franco da Rocha, 74
  • Brechó Fundo do Baú - Rua Guaraiuva, 340
  • Brechó Minha Avó Tinha - Rua Tomé de Souza, 100
  • Casa Juisi - Rua Roberto Simonsem, 108

Los Angeles

  • Shareen Vintage - 171, North Spring Street
  • Wasteland - 7428, Melrose Ave
  • Jet Rag - 825 North La Brea Ave
  • American Cancer Society, Discovery Shop - 920 Wilshire Blvd. - Santa Monica

Paris

  • King of Frip - 83 Rue de Roi Sicile
  • Free P Star - 8 Rue Sainte - croix de la Bretonnerie
  • Kiloshop - 69-71 Rue de la Verrerie
  • Espace Kiliwatch - 64 Rue Tiquetonne

Bruxelas

  • Le Petit Riens - 101 Rue Americaine

Berlim

  • Motz der Laden - Friedrichstr, 226
  • Humana - Frankfurter Tor, 3
  • Garage - Ahornstrasse, 2

 

Compartilhar